terça-feira, 24 de julho de 2018

10 Citações de A Cada Dia

Como já sabem, tenho o hábito de marcar todos os meus livros com post-its e este livro não é exceção. Para quem se pergunta do porquê de eu os marcar, é apenas para fixar de certa forma algum momento de que gostei, alguma frase que quero com certeza reler, alguma parte cómica, ou triste… mas que de alguma maneira mexeu comigo quando li. Nos momentos em que fico nostálgica com algum livro que já tenha lido à algum tempo, basta ir busca-lo à estante e folheá-lo, de modo a reler apenas algumas partes do livro, aquelas que mexeram comigo e que trarão sempre boas lembranças daquela leitura, por mais tempo que tenha passado depois de a ter feito.

Não é com todos os livros que leio que faço um post especialmente focado em citações dele, apesar de os marcar a todos com post-its. Apenas faço post daqueles livros que considero que vale realmente a pena partilhar várias quotes com vocês. E este é um desses casos.

Chega de introdução ao post e aqui vamos nós!

“todos queremos que seja OK. Nem sequer desejamos fantástico ou maravilhoso ou espetacular. Ficamo-nos pelo OK porque, a maior parte do tempo, OK é suficiente.” (página 13);

“A devoção imerecida. Aguentar o medo de estar com a pessoa errada porque não se consegue lidar com o medo de estar sozinho. A esperança tocada pela dúvida, e a dúvida tocada pela esperança.” (página 15);

“O que será que tem o momento em que nos apaixonamos? Como é que tão pequena medida de tempo pode conter tal grandiosidade?” (página 27);

“Por vezes, a memória prega-nos partidas. Por vezes, a beleza é melhor quando está distante.” (página 52);

“A bondade liga a quem somos, ao passo que a simpatia liga a como queremos ser vistos” (página 54);

“Apaixonares-te por alguém não significa que passas a saber como ele ou ela se sente. Só significa que sabes como te sentes tu” (página 87);

“Na minha experiência, desejo é desejo, amor é amor. Nunca me apaixonei por um género. Apaixonei-me por pessoas. Sei que é difícil de fazer, mas não compreendo porque é que é tão difícil, quando afinal é tão óbvio.” (página 125);

“É isto que o amor faz: dá-te vontade de reescrever o mundo. Dá-te vontade de escolher as personagens, de criar cenários, de orientar o enredo. A pessoa a quem amas senta-se à tua frente e tu queres fazer tudo em teu poder para que seja possível, infinitamente possível. E quando ficam só vocês os dois, sozinhos numa sala, podes fingir que isto é como é, isto é como vai ser.” (página 154);

“Vai haver sempre mais perguntas. Cada resposta leva a mais perguntas. A única maneira de sobreviver é abandonar algumas.” (página 189);

“Eu queria que o amor vencesse tudo, mas o amor não pode vencer nada. Não pode fazer nada só por si. Depende de nós para vencermos em nome dele” (página 246).

 

Obviamente que estas são apenas algumas das muitas citações que marquei, mas já dá para ter uma ideia de quão maravilhoso é o livro e as mensagens que ele passa.

Espero ter despertado o bichinho para lerem este livro, caso ainda não o tenham feito. O post de hoje fica por aqui. Espero que tenham gostado!

 

Beijinhos e boas leituras!

Lia
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário